Após vaias, Rui acusa prefeitura de Simões Filho de ‘politizar’ ato

Após vaias, Rui acusa prefeitura de Simões Filho de ‘politizar’ ato

“Hoje houve mobilização de militantes da prefeitura para transformar ato administrativo em político”, disse o governador

Rodrigo Aguiar / Rodrigo Daniel Silva

O governador Rui Costa (PT) acusou a prefeitura de Simões Filho, comandada por Dinho Tolentino (MDB), de “transformar um ato administrativo em ato político”.

O petista esteve no município nesta segunda-feira (12) para assinar ordem de serviço para construção de uma policlínica. Durante a cerimônia, porém, foi surpreendido com vaias.

“Hoje foi decretado ponto facultativo e quem estava lá eram os servidores do município com cargo comissionado. Tento chamar os prefeitos de qualquer partido para fazer atos administrativos, hoje houve mobilização de militantes da prefeitura para transformar ato administrativo em político”, declarou o chefe do Executivo baiano.

O governador disse ainda não ter se incomodado com as vaias que ouviu durante o ato. “Se fizeram isso a pedido de alguém, para criar uma situação constrangedora, eu estou em paz e não aceitarei provocação”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.